A Massagem vai até você, VovôVovó!

 

A massagem, sem sombra de dúvidas, pode atenuar e até mesmo cessar dores no corpo, principalmente

àquelas nas costas, tão comuns em pessoas que tem uma postura errada, que fazem movimentos diários

como rotina, e que fazem tão mal ao nosso bem estar e saúde! Com os benefícios que a massagem pode

oferecer (relaxar os músculos tensos, melhorar o sistema circulatório, bem como o linfático, aliviar dores

nas articulações, atenuar a pressão nas costas e pescoço devido má postura, etc) é de fundamental

importância se apropriar das mais novas técnicas utilizadas para tal!

Desenvolvi uma técnica, exclusivamente, para você, Vovô ou Vovó.

Na terceira idade, os benefícios vão além:

1-Aumenta a nutrição da pele e dos músculos e auxilia na mobilidade.

2-É ótima para lubrificar, porque nessa idade a pele é mais seca e fica menos flexível, podendo levar a infecções.

3-E também ativa a circulação.

A partir dos 60 anos, o desgaste natural dos músculos – algo intrínseco à idade – faz com que eles aguentem uma carga menor, causando dores mais intensas e frequentes. Além disso, há a perda de massa muscular própria do envelhecimento. Todos esses sintomas podem ser amenizados com sessões de massagem.

"Envelhecendo com sucesso".

A maioria dos idosos é sedentário, muitas vezes por dolorosas artrites, dificuldade de equilíbrio ou problemas circulatórios. A massagem suave, mas estimulante, traz alguns dos resultados que seriam conseguidos através de exercícios, além do que, o contato social é um componente chave da saúde e felicidade dos idosos. O contato periódico entre o massoterapeuta e o paciente, pode ser parte significativa desta rede de necessidades que o idoso requer. O idoso sabe que pelo menos duas vezes por semana ele ou ela receberá atenção totalmente focalizada ao seu cuidado individual, ele se sentirá único e valorizado.

"Envelhecer não é para os medrosos".

Dar massagem terapêutica para idosos também não é para medrosos, é tão gratificante quando exigente. Requer do profissional massoterapeuta um interesse verdadeiro da vida dos pacientes idosos, participar do restabelecimento de deficiências físicas e desta forma ser convidado a ingressar no mundo dos idosos, tratando-os com dignidade, não importando suas excentricidades ou circunstâncias. Os benefícios da massagem vão muito além do relaxamento e esta é uma prática já comprovada cientificamente para prevenção de doenças e promoção da saúde. Os benefícios que a massagem pode lhe proporcionar, são garantidos, quando se procura um profissional formado.

No programa DEMAIS-TV, a apresentadora Solange Alves, cita o meu trabalho, o meu profissionalismo e a confiança conquistada, nesses mais de 25a., trabalhando, estudando e sempre me especializando, no Universo Masculino.       http://youtu.be/nzT_QHyZGJQ

Sol

na sua

Vida

"Desde que começou a cuidar do meu corpo, sinto a minha alma renovada... sinto a vida, novamente". Léo-58a.

As identidades dos pacientes foram preservadas.

Depoimentos. . .

"Fico tão relaxada com a sua massagem e sem dôres que durmo a noite toda". Carmem-68a.

"Agora percebo que a minha dor maior não era a artrite. Obrigado". Milton-71a.

"Quando você pressiona a minha testa, me sinto relaxada a começo a sonhar". Mafalda-65a.

"Gosto da sua massagem e das nossas conversas". Àgata-70a.

"É fantástico quantas sensações a mão da gente nos trás. Quando você massageia minhas mãos, eu sinto toda a tensão do meu corpo indo embora. É incrível!". Celso-69a.

"Muitos tem uma percepção muito aguçada. Se perderam a visão ou a audição, sua sensibilidade ao toque é ainda maior. Para aqueles que raramente são tocados, a massagem pode trazer lágrimas de gratidão ou a liberação de memórias somáticas"

Um dos comentários ilustra muito bem porque eu continuo neste campo por tantos anos. Um dia depois de receber massagem, uma simpática senhora de 84a. e eu, estávamos sentadas, tomando um chá. Olhando, fixamente, nos meus olhos, ela disse: "Eu sinto minha chama novamente.  Sua vinda aqui, faz com que minha vontade de viver não se apague"

Barriga para dentro, peito para fora!
Posturas
adequadas

Parece brincadeira, mas a frase utilizada no título desta página permeia boa parte das recomendações médicas. Para os males da coluna, a melhor saída, de acordo com os especialistas, é a atividade física de baixo impacto, a exemplo da caminhada. Os exercícios melhoram a postura e fortalecem os músculos das costas e os do abdômen. A natação é também uma ótima opção pois proporciona um trabalho muscular completo. Insistir na manutenção de uma postura correta é muito importante para:

• Diminuir a sobrecarga muscular e o desgaste articular (ponto de junção entre os ossos);
• Evitar o efeito em cadeia: um exemplo simples é uma torção de tornozelo. Nosso mecanismo de defesa corporal (inconsciente) fará de tudo para diminuir a dor, nos levando a adotar posturas incorretas que irão acarretar outra dor em outro local, e assim por diante.

Relaxando com uma massagem nos pés...
      Reflexologia

Reflexologia, uma massagem realizada nos pés que, além de proporcionar grande bem-estar, pode aliviar dores e sintomas que afetam o corpo todo. Tendo oportunidade, ande descalço sobre a grama, a areia da praia ou um tapete macio e felpudo. Será um mimo para os seus pés.

 

Essa técnica era praticada pelos egípcios, mas foi na China, há cerca de cinco mil anos, que foram encontrados registros que comprovam seu uso e aprimoramento como processo terapêutico. Os ocidentais só vieram a aplicá-la no começo do século 20, depois que o médico americano William Fitzgerald aperfeiçoou e adaptou o método e passou a utilizá-lo como terapia em hospitais nos Estados Unidos. De acordo com os conceitos da técnica (William Fitzgerald), ao se analisar a planta do pé, é possível diagnosticar enfermidades físicas e também problemas emocionais, estes por meio da psico-reflexologia, partindo do princípio de que muitos dos distúrbios emocionais desencadeiam doenças físicas - são os males psicossomáticos.

 

Para se fazer massagens nos pés, em primeiro lugar um local calmo: quarto, sala, cama ou pode-se colocar alguns cobertores no chão ou esteira, colchonete ou maca. O ambiente, se estiver na penumbra é bem mais relaxante e o relaxamento é bem mais fácil.  Uma música calma, pode ser new age ou clássica. A pessoa que receberá a massagem, estará de barriga para cima, sem os sapatos e meias. Será usado óleo de amêndoas, ou outro óleo essencial; os de camomila, bergamota e hortelã acalmam. A massagem é aplicada, lentamente. Possivelmente, a pessoa dormirá no decorrer da massagem, acordando renovada.

 

O toque em certos pontos pode ser até dolorido, mas ao final há uma sensação de relaxamento profundo e você sai pisando nas nuvens!

Vamos estimular o cérebro?

Atividades como xadrez, palavras cruzadas

e exercícios físicos regulares estão entre as

indicadas para estimular o cérebro!

Onde deixei a chave do carro?   

Não tem agilidade em respostas simples?

Dificuldade em se concentrar na leitura de um livro?

Esses são alguns dos acontecimentos que indicam a necessidade de se praticar exercícios para a memória pois, bem como o corpo precisa de atividades para se manter “em forma”, o cérebro também pede um “treino” para ficar com a capacidade em alta.

“Se as conexões entre os neurônios não forem estimuladas, a agilidade da memorização é afetada e, por consequência, a pessoa perde a capacidade de receber e reter informações”.

As recordações são influenciadas por fatores afetivos e psicológicos, por isso, estados como: humor, ansiedade e estresse alteram o processamento de novos dados. “Se uma pessoa está bem, ela se concentra melhor e retém elementos de forma precisa, porém se está preocupada, distraída e com várias coisas na cabeça, é mais difícil de registrar”.

o envelhecimento pode contribuir com a perda de agilidade da memória, principalmente de ações cotidianas, como: nome de pessoas e locais onde guardou objetos. “O avanço da idade gera um pequeno déficit de atenção, concentração e armazenamento, mas isso não significa que todas as pessoas mais velhas tenham problemas de memorização”.

Para estimular o cérebro:

Dentre as atividades indicadas para estimular o

cérebro, estão: ler, jogar cartas, xadrez, damas,

palavras cruzadas e também videogames.

Além disso, conversar e expressar opiniões são

ótimos estimulantes para a memória, já que

durante a atividade argumentativa, o cérebro é requisitado para opinar e replicar, o que colabora com a memorização. “Por isso a interação social tem um papel fundamental no estímulo cerebral”.

Praticar exercícios físicos regulares e manter uma alimentação que contemple todos os grupos alimentares auxilia na saúde cerebral. “Evitar passar por estresse, ter paciência e manter a mente relaxada são ações que previnem o cansaço mental e contribuem com a agilidade da memorização”.

 Cuidar do corpo para poupar a coluna significa corrigir posturas inadequadas. “Somos o resultado de hábitos que adotamos” e nunca é tarde para corrigir e melhorá-los visando maior qualidade e um envelhecimento com mais independência. “Há um alinhamento corporal ideal determinado em bases científicas para cada indivíduo”. Por isso, é importante sempre ter orientação profissional.

Deitado
O ideal é dormir de lado, joelhos

flexionados (travesseirinho entre os

joelhos) e travesseiro com altura suficiente para preencher o espaço entre a cabeça e o ombro. Caso durma de costas, o travesseiro deve ser colocado bem baixo. Se a posição escolhida for de barriga para baixo, embora não seja a mais recomendada, deve-se dormir sem travesseiro.

O colchão mais adequado é aquele com uma densidade que respeite o peso do indivíduo –procure informar-se sobre a relação peso-densidade em tabelas disponíveis nas maiores revendedoras do ramo.

Em pé
A cabeça deve posicionar-se no prolongamento da coluna (geralmente está à frente) e o quadril alinhado no corpo

(não jogar a barriga para frente). Para fácil correção, lembre-se de que a força de gravidade está nos achatando; portanto lute contra, estique-se para cima e não leve os ombros para trás.

                                                    Sentado
                                                    Sente-se com a região lombar

                                                    bem encostada no encosto da

                                                   cadeira, os pés paralelos ao

                                                    chão (ou apoio para os pés

                                                   caso não consiga posicioná-los

                                                    corretamente). Avance uns

                                                  quatro-cinco dedos (meça com

sua mão)o quadril, relaxe os ombros e apóie os antebraços. 

DORES E...
DORES

Muitos vícios de postura, incorporados ao nosso dia a dia, acabam tirando o corpo de seu eixo natural. O resultado não aparece da noite para o dia, é cumulativo e causa lesões articulares, tensões musculares, hérnias de disco, dores nas costas, tendinites e até dores de cabeça.

 

Você, com certeza, conhece uma barraca de camping.

A comparação é perfeita. Imagine a coluna como o eixo da barraca. É ela que dá estrutura e sustentação ao nosso corpo, assim como os músculos dão sustentação à coluna.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A coluna é composta por vértebras e, entre cada uma delas, existe um disco gelatinoso que atua como amortecedor.

Ela é dividida em quatro regiões: cervical, torácica, lombar e sacra, e termina no osso do cóccix. Se uma dessas peças for articulada fora do eixo, agirá como efeito dominó sobre as outras, desequilibrando-as e causando dores. O equilíbrio da coluna sofre, entre outros, com problemas de má postura, excesso de esforço e peso.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, de 65% a 80% da população mundial sofre ou sofrerá de dores na coluna. O número de vítimas aumenta consideravelmente a partir dos 20 anos. “Aos 50, calcula-se que quatro entre cinco pessoas terão dores nas costas e a principal responsável é a má postura”. Com o passar dos anos, nosso organismo sofre desgastes e perde também massa óssea e muscular. “Quanto mais nossa coluna é sobrecarregada com posturas erradas, maiores as chances das dores surgirem precocemente e bastante intensas”. As alterações posturais decorrentes do mau uso do corpo são as principais causas de dores nas costas.  Os três problemas posturais mais comuns:

Hiperlordose: a acentuação da curvatura lombar (parte inferior das costas, responsável pelo erro do bumbum arrebitado) ou cervical (na região do pescoço);
Hipercifose: acentuação da curvatura torácica (parte superior das costas) conhecida popularmente como corcunda;
Escoliose: nome dado ao desvio lateral da coluna.

Os erros posturais, vêm, no dia a dia, sem que a pessoa perceba. “Cometemos uma série de erros posturais que afetam o alinhamento da coluna e, quando isso vira rotina, caracterizando um vício postural, as dores aparecem”.

Para aliviar a dor, a ordem é se posicionar melhor no dia a dia, acertar a postura durante as atividades de rotina passando pelo controle do mobiliário ou objetos utilizados. Cadeiras sem encosto ou muito altas, mesas baixas, colchão duro ou maleável demais, prejudicam a boa postura.

Osteoporose?

A osteoporose é uma condição que aparece quando o osso perde consistência e espessura, o que o faz suscetível a fratura e lesões. Todos os ossos podem ser afetados por essa condição, sendo assim é muito importante tomar as medidas de precaução necessárias para evitá-la.

Os médicos concordam que as mulheres estão mais propensas a sofrer de osteoporose, devido ao fato de que seus ossos são mais finos e menos densos, além das mudanças hormonais que sofrem com a menopausa e que ocasionam a diminuição de densidade óssea.

Dor  Ciática?

O nervo ciático é o mais longo do corpo. Começa nas vértebras lombares e se estende pela parte posterior da coxa, pernas, terminando no pé. A dor que “viaja” por toda essa “estrada” é conhecida como ciática. A seguir, saiba como tratar a dor ciática com receitas caseiras.

                           O que é importante saber sobre a dor ciática?

As dores ou problemas de ciática ocorrem quando existe uma pressão no nervo homônimo, seja por uma lesão nas vértebras lombares, por contraturas nos músculos próximos ou pelas inflamações do nervo (conhecido como neurite). A dor pode se manifestar de diferentes formas:

  • Formigamento leve nos pés;

  • Câimbras, espasmos ou dores que vão desde a cintura até o joelho;

  • Sensação de pontada ou adormecimento;

  • Dor do tipo “descarga elétrica” nas pernas, que pode mudar de posição;

  • Dor severa que não permite caminhar normalmente;

  • Quem são as pessoas mais propensas a sofrerem de problemas de ciática?

  • Pessoas que sofrem de artrite ou osteoporose;

  • Pessoas que fumam;

  • Pessoas que levantam objetos muito pesados continuamente (por exemplo, no trabalho ou em atividades esportivas).

                           Remédios caseiros para tratar a dor ciática

As dores intensas devem ser avaliadas por um médico, que receitará o melhor tratamento. Porém, quando esses sintomas começarem é possível aproveitar dos benefícios de remédios populares e naturais capazes de amenizar a dor ciática.

Depressão?

A depressão é uma doença que qualquer pessoa pode sofrer, tendo como consequência uma profunda tristeza, mau humor, baixa autoestima, perda de interesse pela sua vida e do seu entorno social. Esta doença é produto, principalmente, de fatores genéticos, entretanto as causas também podem ser pelo entorno social e da vida emocional da pessoa.
Com relação à depressão foram feitos diversos estudos para encontrar diferentes tratamentos que ajudam uma pessoa nesta situação. Entre esses estudos realizados se determinou que existem certos alimentos que ajudam a combater a depressão e a ansiedade tendo ótimas reações para o indivíduo.

Depressão e Diabetes. . .

O pai da Medicina, Hipócrates, afirmou: “Mais importante do que saber que doença tem a pessoa, é saber que pessoa tem a doença.” Por outras palavras, a maneira como funciona a mente (razão e emoção) da pessoa tem muito que ver com a sua doença. O corpo e a mente atuam adjacentes para a saúde ou para a doença. Deste modo, não adoecemos por compartimentos. Uma enfermidade pode apresentar-se num determinado órgão ou através de um sintoma, mas o TODO – corpo e mente – estão envolvidos, um tentando ajudar o outro, um sofrendo com o outro.

 

Algumas considerações (minhas) importantes:

• Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar;

• Quando estamos acuados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais;

• O pesar, a tristeza, a raiva e a vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão;

• Perdoar dissolve o ressentimento.

. . .então, DIABETES advém sempre de uma tristeza profunda!?

© 1993 / 2019 MassagemSemDor - Marca Registrada.

  • w-facebook
  • Twitter Clean